YEP Blog


Home

»

Blog

»

O que é picking? Veja como o processo simplifica o cotidiano no armazém

O que é picking? Veja como o processo simplifica o cotidiano no armazém

Por: Caio Santos Em: 6 de outubro de 2021

O que é picking? Se você está com essa dúvida, talvez seu centro de distribuição esteja perdendo produtividade. O processo de separação transformou a gestão de pedidos dentro dos estoques.

O sistema de picking é um dos sistemas que transformaram o modo de trabalhar em centros de distribuição. O processo de separação de pedido conhecido como picking possui cinco variáveis.

Vale considerar o perfil de pedidos, o volume e tamanho e consequentemente como são as linhas de produtos no estoque. Só assim, você consegue entender qual é o melhor picking para o estoque. 

O que é picking?

Como falamos, o picking é o processo de separação de produtos dentro dos armazéns. A forma de separar os produtos é essencial para uma boa gestão de pedidos e estoque. A partir desse processo, a empresa precisa decidir como será feito o picking.

Atualmente existem cinco tipos de pickings: por lote, discreto, zona, lote e zona de onda. Cada um tem sua especificação e pode contribuir para cada tipo e tamanho de operação.

Picking por lote: utiliza uma forma de recolher mais de um pedido simultaneamente. O colaborador consegue fazer o picking de múltiplos pedidos, fazendo o recolhimento com carrinho que tenha separação para cada pedido.

Picking discreto: é o processo que possui menos tecnologia e mais papel. A operação é bem básica e conta com um colaborador e um pedido. Ele faz todo circuito que o pedido necessita, nessa operação o colaborador passa mais tempo andando do que na separação dos pedidos. Nela, o operador confirma o picking através de tabelas impressas.

Picking por zona: a área de estoque é dívida por zona e cada operador cuida da sua própria área. Nesse tipo de operação, o pedido pode ser dividido entre diversas zonas e os produtos se encontram nos nichos de pedidos ao final dos corredores.

Picking por lote e zona: nesse processo, o colaborador por zona faz o recolhimento em sua zona por lotes. Ele faz o processo de diversos pedidos simultaneamente dentro da sua área.

Picking por onda: todos esses modelos de picking podem ser aliados ao picking por onda. Ele programa horários para as movimentações de separação de pedidos.

Como enviar as informações no processo

A comunicação é vital para um picking coeso dentro da operação. A forma de enviar os endereços e informações dos produtos reflete na produtividade da operação. Existem diversas formas para informar ao colaborador qual produto e pedido ele precisa recolher no estoque.

O picklist é um velho conhecido dos centros de distribuição. Em operações sem automatização, a planilha é dada ao operador com os produtos que precisam ser recolhidos.

O operador certifica quais são os produtos e quantidade a serem retiradas nas prateleiras. Após isso, ele precisa confirmar que estão nas prateleiras e confirmar que colheu os produtos na tabela.

O sistema WMS permite outros tipos mais tecnológicos de picking. O mais utilizado é por endereços dos nichos. Neles, o operador recebe o código de barras do endereço e quantidade a ser retirada.

Leia também: WMS: A importância de ter dispositivos de IoT na operação

Nesse sistema existe maior produtividade, já que o operador precisa apenas confirmar o endereço correto ao sistema. Após a separação, existe a conferência para saber se o produto está correto. 

Outra forma de indicar os produtos dos pedidos é por voice picking. O modo faz a comunicação ser por voz, então os comandos e confirmações acontecem via comunicação por voz.

O pick-to-light é outra forma de indicar ao operador quais produtos precisam ser apanhados. Nesse caso, as prateleiras do estoque possuem um display digital que emite as informações de localização e quantidade.

Assim, após o pedido chegar ao sistema, ele emite ao operador a localização do rack. Após isso, o colaborador lê o código com o coletor e o display indica a quantidade a ser pega, ao final o operador confirma a operação apertando o botão no display.

Vale ressaltar que para passar as informações corretas aos operadores, a operação precisa criar um reabastecimento rápido e levantar as informações para o sistema utilizado. Assim na hora do picking, o colaborador consegue fazer a apanha dos produtos de forma certa.

Dispositivos tecnológicos para o processo de picking

O coletor de dados é fundamental para área de picking, ele faz parte de todo o ciclo de separação de pedidos.

A utilização de coletores na operação faz com que o operador consiga interagir mais rapidamente com o sistema. O coletor de dados serve para informar aos sistemas as etapas que estão ocorrendo no pedido.

Ele é utilizado para confirmar o endereço do nicho, confirmar informações dos produtos e até mesmo a comunicação por voz, já que alguns coletores conseguem ter mecanismos de comunicação por voz.

Leia mais: 7 passos para escolher o coletor de dados ideal

A Yep Solutions, junto com seus canais, possui um extenso portfólio de coletores de dados para locação. Temos planos de curto a longo prazo com assistência técnica que tem cobertura total do equipamento, inclusive contra o mau uso e desgaste natural.

Entre em contato com seu revendedor para saber qual é a melhor solução para sua operação. Caso você não possua uma revenda, podemos te ajudar a encontrá-la.

Perguntas frequentes

Qual é a importância do WMS no picking?
O WMS é muito importante para o picking, se bem feito. O sistema de gerenciamento de estoque faz com que as informações de localização, pedidos e produtos sejam feitas de forma rápida e efetiva. 

Com o sistema, a empresa pode mapear seu estoque e criar a melhor forma de picking dentro do armazém. O sistema consegue fornecer informações corretas de abastecimento de nichos. Tudo isso gera um processo mais produtivo e rápido.

Quando fazer a confirmação do picking?
Existem algumas possibilidades de confirmação de picking. A forma de confirmar depende do processo utilizado na empresa. Você pode confirmar o produto na hora da coleta, através do coletor de dados e realizar um double-check na triagem para embalagem. Mas também pode apenas fazer a confirmação dos produtos coletados na hora do empacotamento do pedido, as duas formas podem ser eficientes. 

Packing ou Picking?
Além do picking, existe o packing, os dois modos são diferentes. Enquanto o recolhimento é apenas o processo de separação dos produtos. O packing engloba a separação e empacotar os produtos. O packing é muito utilizado em centros de distribuição menores que possuem menor movimentação.

Quais são os benefícios de utilizar o coletor de dados no picking?

O coletor de dados em qualquer operação leva mais produtividade, praticidade e assertividade. No picking não é diferente, a simples utilização de um coletor de dados reduz a praticamente a zero os retrabalhos e erros.  

Digitalizar os processos resulta em redução de custos, mais agilidade no envio de informações ao sistema. Assim tornando a operação mais rápida como um todo. 


Confira publicações relacionadas


29 de abril de 2021

Locar ou comprar? 8 vantagens da locação de equipamentos

Leia mais

29 de abril de 2021

7 passos para escolher o coletor de dados ideal

Leia mais

8 de junho de 2021

Em evento interno, Yep Solutions apresenta sua nova cara para mercado e colaboradores

Leia mais