YEP Blog


Home

»

Blog

»

6 dicas para eliminar a ruptura de estoque em lojas

6 dicas para eliminar a ruptura de estoque em lojas

Por: Caio Santos Em: 29 de setembro de 2021

Muitas empresas procuram formas de evitar a ruptura de estoque nos estabelecimentos. Um dos maiores inimigos das organizações, a ruptura pode ser resultado de diversos processos errados dentro da cadeia do varejo.

A ruptura ocorre de diversas maneiras. Ela pode acontecer por falhas nas reposições nas gôndolas. Quando o produto está presente no estoque, mas não está nas gôndolas. Por falta de valor no produto. Devido o produto estar escondido nas prateleiras ou até mesmo por ausência no estoque.

Todas essas formas impactam na ruptura de vendas e consequentemente no faturamento da loja. Esses erros básicos de reposição de produtos podem gerar prejuízos de milhões de reais a longo prazo.

O cadastramento de produtos, relatórios, softwares, sistemas e dispositivos tecnológicos são fundamentais para banir a ruptura das suas prateleiras.

Como identificar a ruptura de estoque

Existem algumas formas para identificar as rupturas de vendas. Os relatórios e sistemas podem indicar o que está acontecendo nas prateleiras. O primeiro passo é identificar a causa da ruptura para desvendar em qual estágio dentro da operação está acontecendo o erro.

A ruptura pode ser por falta de treinamento dos seus repositores, erros no cadastro de produtos, não levar em consideração o comportamento de venda do produto ou/e erros dentro do centro de distribuição.

Além do visual, o relatório de vendas é o principal ponto para ser analisado na identificação da ruptura de venda. O produto que vendia em volume alto começa a despencar o rendimento da venda pode ser uma evidência de ruptura. 

O que uma ruptura de estoque pode ocasionar

Como a ruptura de estoque pode afetar as empresas? À medida que o cliente vai ao estabelecimento e não encontra o produto que estava procurando, ele consequentemente vai ao concorrente. Nesse caso, a empresa perde uma venda e dá ela de bandeja ao concorrente de mercado.

Além disso, após uma experiência negativa com marca, dificilmente o cliente retornará para à loja. Além desse tipo de prejuízo, ter o produto no estoque parado resulta que seu investimento está parado. 

Como extinguir a ruptura de estoque do seu comércio

Para evitar as perdas, a empresa precisa ter atenção em toda cadeia de suprimentos. Desde o estoque até a área de venda. Por isso, o monitoramento de toda operação ganhou importância nos últimos anos. Sabemos que um pequeno erro em uma etapa pode ocasionar um efeito cascata na empresa. Por isso, a empresa deve produzir uma análise retroativa das etapas.

1 – Comportamento de venda

O primeiro ponto para evitar a ruptura de estoque é entender como está o comportamento de venda dos produtos. O relatório de vendas permite que o setor de compras faça aquisições mais assertivas. Vale considerar o esquema de 80/20 para compras dos produtos.

Os produtos que são 80% do faturamento do estabelecimento são comprados com uma margem maior de 20% – considerando que o produto tem a maior facilidade de saída. Dessa forma, a compra mantém um nível de segurança para evitar a ruptura de estoque no ponto de venda.

O levantamento da Neogrid sobre ruptura de vendas apresenta quais são os produtos que mais ficam ausentes nas gôndolas, são eles: leite (20%); bebidas à base de soja (19%); proteína de soja (18%); ovos de aves (17%); margarina (13%); açúcar (12%); massa (12%); leite em pó (11%); requeijão (11%); e conhaque (11%). Então, vale ter um tratamento especial com os produtos citados acima. 

2 – Inventário

Fazer o inventário também é essencial para evitar a ruptura de estoque. Calcular os produtos que estão no estoque ajuda diretamente na reposição das gôndolas e no setor de compras. A empresa pode determinar a periodicidade que vai realizar o inventário do estoque.

Fazendo o inventário, a empresa consegue calcular os produtos que estão em seu estoque e gerar relatórios sobre a performance de venda e armazenamento do centro de distribuição. Com esses dados em mãos, o setor de compras consegue analisar quais produtos necessitam de investimento e calcular a periodicidade de recorrência.

3 – Precificação

Investir em etiquetas inteligentes é um passo importante para diminuir a ruptura de venda. Muitos clientes evitam comprar produtos que não possuam preços. Manter sua precificação atualizada é essencial para as vendas e clientes. Além que atualizações constantes dos preços podem se tornar uma vantagem competitiva.

Outra forma de evitar a ruptura das prateleiras é com a auditoria presencial e por imagem. A auditoria presencial também é uma forma antiga, mas certeira de verificação de ruptura de gôndolas. Nela, o repositor circula entre os corredores em busca de rupturas.

Outra forma de monitoramento de gôndolas, que começa a ser implementada, é por imagem. Através de câmeras, o gestor consegue avaliar como está a situação das gôndolas. 

As tecnologias também são aliadas para evitar a ruptura de vendas. Atualmente existem softwares que ajudam na gestão das gôndolas. Dentro dos softwares existem ferramentas para fazer inventário e estoque virtual.

4 – Estoque virtual 

O estoque virtual se destaca como ferramenta para controlar as gôndolas do mercado. O sistema mede a quantidade de produtos que estão na área de venda e suas movimentações. Após certa quantidade de saída de produtos, ele emite um alerta para reposição de produtos.

5 – Sistemas de organização e cadastro

O WMS sistema de gerenciamento de estoquepode ajudar na organização do estoque. Ele fornece ao gestor do CD informações sobre o mapeamento do estoque e sobre as movimentações e localização de cargas dentro do armazém. O sistema permite a criação de SKU própria dentro do sistema da empresa.

O cadastro é essencial para ter controle das ações que o setor de compras e reposição precisam efetuar. É sempre necessário ter o cadastro dos produtos que estão sendo comercializados no momento e tirar de linha o SKU dos produtos que a empresa não está trabalhando.

Além do WMS, a tecnologia RFID é uma solução para monitorar toda a cadeia de suprimentos. A tecnologia consegue expandir a visão do gestor com a facilidade trazida para o centro de distribuição. 

6 – Coletor de dados

Os dispositivos que ajudam a evitar a ruptura de estoque são os coletores de dados. O dispositivo consegue simplificar toda a cadeia de verificação de produtos. O coletor de dados é utilizado desde o recebimento de cargas até na frente de loja.

A 20ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro de Supermercados aponta que 87,2% dos supermercadistas ouvidos na pesquisa fazem uso dos coletores de dados na realização dos inventários. Outros 78,2% também usam os coletores de dados no recebimento das mercadorias.

Yep aloca coletores e outros dispositivos para evitar a ruptura de estoque

A Yep Solutions, junto com seus canais, possui um extenso portfólio de coletores de dados para alocação. Temos coletores com o sistema Android que são a grande tendência no mercado. Além de dispositivos com a tecnologia RFID, leitores de códigos de barras e muito mais.

Se você se interessou em ter nossas inovações, peça para seu revendedor entrar em contato com a Yep. Caso você não possua um, podemos te ajudar a encontrar uma revendedora para sua empresa.


Confira publicações relacionadas


29 de abril de 2021

Locar ou comprar? 8 vantagens da locação de equipamentos

Leia mais

29 de abril de 2021

7 passos para escolher o coletor de dados ideal

Leia mais

8 de junho de 2021

Em evento interno, Yep Solutions apresenta sua nova cara para mercado e colaboradores

Leia mais